Catadores são coautores de livro sobre gestão de resíduos sólidos no Brasil

Catadores são coautores de livro sobre gestão de resíduos sólidos no Brasil

Samuel Ferreira

 

Catadores organizados no Movimento Nacional dos Catadores de Materiais Recicláveis (MNCR) são coautores do livro intitulado ‘Política Nacional, Gestão e Gerenciamento de Resíduos Sólidos’, que explica o processo de formulação da Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), seus conceitos e as transformações que provocará na sociedade brasileira, além de relatar experiências que servirão como referência para a construção de outras políticas públicas voltadas ao tema.

 

Um dos capítulos da obra – escrita por vários estudiosos do assunto – tem a autoria do MNCR, no qual é exposta toda a trajetória dos catadores organizados, demonstrando, dessa forma, a importância da categoria, cujas articulações, somadas à participação de especialistas de áreas distintas, resultaram na implantação da PNRS no País.

 

A obra foi lançada durante a Expo Catadores 2012, realizada em novembro, no Expo Center Norte. O catador Roberto Laureano da Rocha, da Equipe de Articulação Nacional do MNCR em São Paulo, representou o Movimento durante o lançamento do trabalho.

 

Gestores públicos, iniciativa privada, cooperativas de catadores e demais protagonistas do tema ambiental formam o público-alvo dessa importante obra, editada pelo especialista em Direito e Gestão Ambiental,José Valverde Machado Filho; pela desembargadora Consuelo Yoshida e pelo deputado federal Arnaldo Jardim, que presidiu o Grupo de Trabalho incumbido de analisar e debater a PNRS no Congresso.

 

O livro é dividido em quatro partes: Aspectos Jurídicos da Política Nacional de Resíduos Sólidos; PNRS e Gestão Integrada; PNRS e Integração com Outras Políticas Públicas e PNRS e as Iniciativas Setoriais e Institucionais. Segundo os editores, o livro pretende suprir a carência de fontes bibliográficas brasileiras de aspecto acadêmico sobre o tema.

 

O texto traz uma clara mensagem de que uma política consistente de gestão de resíduos é o caminho para a sustentabilidade urbana, além de abrir as portas para um novo panorama nas ações de gestão pública e, consequentemente, na qualidade do desenvolvimento socioambiental.

 

Parte da Coleção Ambiental da Editora Manole, a obra tem 732 páginas e também foi lançada na Livraria da Vila, no Shopping Pátio Higienópolis, em São Paulo.