Terceiro ecoponto de Mogi das Cruzes começa a funcionar no distrito de Jundiapeba

Medida tem como objetivo estimular as pessoas a descartarem os materiais aos sábados e domingos, quando estão em casa e possuem mais tempo par fazer esta separação.

 

Mogi das Cruzes ganhou ontem (28/08) pela manhã seu terceiro ecoponto, que funciona no distrito de Jundiapeba, na esquina entre as ruas João de Souza Franco e Manoel Fernandes. A unidade possui um novo padrão construtivo, é dividido em dois imóveis – um em frente ao outro – e conta com uma baia de concreto que facilita o descarte dos materiais nas caçambas.

Todo o material recolhido nos ecopontos segue o caminho da reciclagem. Os resíduos vão para a Usina de Triagem da Vila São Francisco, onde a Rede Cata Sampa atua com catadores cadastrados, dando o destino correto a cada tipo de material. A usina é equipada com esteira para separação de materiais, além de alojamento e sanitários para os funcionários.

Os dois ecopontos existentes na cidade, localizados no Jardim Armênia e no Parque Olímpico recebem, juntos, cerca de 350 toneladas de resíduos por mês. O volume era de 170 toneladas até janeiro deste ano, mas dobrou com o funcionamento das unidades aos finais de semana.

O prefeito Marcus Melo, o vice Juliano Abe, o secretário municipal do Verde e Meio Ambiente, Daniel Teixeira de Lima, além de secretários municipais e vereadores, participaram da entrega do ecoponto. “Estamos ensinando nossas crianças a darem um destino correto ao lixo, afinal elas são o futuro da cidade e do país”, disse Melo ao público presente, composto por moradores e alunos da rede municipal que prestigiaram o evento.

Uma das pessoas que acompanhou a entrega desta segunda-feira foi Maria de Jesus Silva, de 43 anos. Ela comentou que muitas pessoas acabam dando destino errado ao lixo porque não existe um ecoponto por perto – o que mudará a partir de agora, com a unidade de Jundiapeba em funcionamento. “Precisamos colaborar com o meio ambiente e jogar o lixo corretamente é uma forma de fazer isso”, frisou.

No ecoponto de Jundiapeba serão recebidos materiais como pneus, entulho de construção, madeira, móveis usados e eletrônicos. O secretário Daniel Lima lembra que a unidade não receberá materiais recicláveis, como plástico, papel, metais, vidro, que já são recebidos pelo Programa Recicla Mogi, que atende o distrito de Jundiapeba duas vezes por semana, assim como acontece com toda a cidade.

Recicla Mogi

Os ecopontos fazem parte da estrutura de coleta seletiva do município, que é formada pelos programas Recicla Mogi e Cata-Tranqueira. Desde 2013, o Recicla Mogi percorre a cidade, atendendo cada bairro duas vezes por semana, recolhendo material reciclável. Neste período, a reciclagem evoluiu de 0,5% (2013) para 6% (2017). A meta é chegar a 10% até o final deste ano.

 

Fonte: Secretaria do Verde e Meio Ambiente